Cargas Líquidas

Atua no transporte de cargas líquidas em geral, derivados de petróleo e biocombustíveis, com tanques de aço carbono e aço inox.

Cargas Secas

Atua no transporte de cargas secas a granel, como areia, brita, calcário, minério, açúcar, fertilizantes e outros produtos. Equipamento com descarga por escoamento através do basculamento da caixa de carga.

Frota Caravaggio

  • Caminhões com semireboque articulados bitrem com tanque em aço carbono de 45 a 60 m 3 para transporte de derivados de petróleo e biocombustíveis.
  • Caminhões com semireboque com tanque em aço inox de 20m , 30m , 35m, 45m e 60m para transporte de cargos líquidas, inclusive ARLA 32.
  • Cominhões truck com tanque em aço inox de 15m e Caminhão bitruck com tanque em aço carbono e inox com copacidade de 15m e 20m. inclusive ARLA 32.

Gerenciamento de Risco

Auxilia na proteção da carga do caminhão. O monitoramento é realizado com tecnologias GSM e Satelital, oferecendo também soluções com tecnologia de Rádio Frequência, o que torna mais eficiente o apoio à recuperação de cargas, mesmo diante da atuação do jammer.

  • Cobertura de sinal mesmo em regiões afastadas e/ou áreas de sombras;
  • Gestão das atividades diários do motorista;
  • Rastreamento do caminhão com cobertura de sinal mesmo em regiões
    afastadas e/ou áreas de sombras;
  • Controle de velocidade do caminhão e controle de redução de frenagem para evitar acidentes.

SASCAR
Gestão de frotas e monitoramento de veículos e cargas

O SASGC consiste num Sistema Sascar de Gerenciamento de Cargas, pelo qual o cliente, tem a sua disposição as funcionalidades de:

  • Monitorar sua frota, realizar cadastro de alertas, pontos de interesse, rotas, macros [mensagens pré-formatadas), ações embarcados, enviar comandos e mensagens, direcionar sinal pora GRs.
  • Além disto, é possível realizar o monitoramento da frota, trocar mensagens de texto com o condutor, mapear e controlar rotas e pontos de interesse, criar alertas de excesso de velocidade e programar ações embarcados a partir de eventos, durante a operação, para que o equipamento os execute independente de sinal IGPRS/Satelital) e a ação direta de um operador.